Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Como estou a poupar no Verão

por sacha hart, em 05.08.16

summer, dessert, sweet

Um dos problemas do Verão é termos tanto tempo livre que, por vezes, arranjar maneira de o preencher pede inevitavelmente gastar algum dinheiro extra. E se é para gastar a mais nalgumas coisas (sobretudo em gelados, claro)... então tive de arranjar alternativas para não gastar naquilo que faço durante o resto do ano. A melhor parte? Existem imensas oportunidades a aproveitar e para partilhar com boa companhia. 

 

A começar pelo cinema, quem não adora ver um bom filme à luz das estrelas? No Verão surgem algumas oportunidades gratuitas de cinema ao ar livre por Lisboa. CineConchas foi uma delas, embora ainda não tenha sido desta vez que lá fui! Outra iniciativa ainda a decorrer são as sessões de cinema em Oeiras  e estas sim, pretendo aproveitar já amanhã com "El Desconocido", um filme a riscar na minha to-watch list. 

Noites de Verão pedem música e pedem dança pela madrugada fora. Para aqueles que não podem saltar de festival em festival, existem concertos de rua ao virar da esquina. Muitos têm sido os concertos oferecidos pelas ruas da capital, especialmente em forma de sunsets! É tempo de combinar com um grupo de amigos e descontrair por aí.

Apesar dos bons amigos, gosto do meu tempo a sós no Verão e esse é passado maioritariamente a ler. Seja na praia, em casa ou num jardim, qualquer sítio é um convite a ler umas páginas. Contudo, comprar livros nesta altura do ano não é o cenário mais ideal quando há outras coisas nas quais gastar o dinheiro. Solução? As BLX. Para quem não sabe, eu sou fã deste serviço e ando sempre de biblioteca em biblioteca. Têm milhares de livros ao meu gosto e disposição e, além disso, como são tantas espalhadas pela cidade são também um convite a passear por Lisboa. 

Passear acaba por ser aquilo que mais gosto de fazer no Verão. Numa cidade tão grande como Lisboa há sempre sítios novos para ver, sítios antigos para rever ou apenas beleza nas ruas onde deambular. Existem alguns museus gratuitos durante a semana. Senão, há sempre o bónus gratuito do sunday funday. Além disto, existem sempre os miradouros e a beira rio que convidam sempre a uma passagem num fim de tarde de Verão.

 

São algumas dicas de como poupar no Verão sem perder nada. Até agora têm-me servido muito bem! Partilhem também quais as vossas dicas de Verão!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:28

Nunca na vida achei que ia associar o nome "Ricardo Quaresma" a um jantar da minha família. 

 

Mas aconteceu.

E eu ainda não consigo acreditar no alinhamento dos astros, sorte kármica ou o que quer que lhe queiram chamar que fez o meu herói do futebol aparecer num restaurante de segunda categoria perdido quase no fim de mundo algures na Amadora. 

 

 

Só faltou a fotografia e um beijinho, se ele não tivesse desaparecido dez minutos depois (provavelmente devido ao facto de metade da minha familia ter invadido a sala de jantar do amigo dele)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15

Kit Viagem

por sacha hart, em 23.06.16

Amanhã espera-me uma comprida viagem de carro desde Lisboa até Viana do Castelo, mais propriamente Arcos de Valdevez. A ideia é, pela primeira vez, assistir à típica festa de aldeia onde o meu avô nasceu. Festa essa que se trata somente de uma celebração religiosa, com direito a procissão e missa mas bailarico nem vê-lo. Segundo a minha mãe, é uma maneira de conhecer melhor as minhas origens e não esquecer que parte de mim veio do mundo rural e das tradições que os meus avós maternos respeitavam.

Até aqui tudo bem. O problema? Significará passar quatro dias isolada numa aldeia de apenas quatro habitantes perdida algures numa das imensas serras do concelho. Sem internet nem televisão, quase parecendo um detox, tive imediatamente de conjurar um Kit Viagem que me mantenha sã durante estes dias. E aqui está ele:

 

Kit Viagem

1.Caderno e caneta

A inspiração está onde menos se espera. Há sempre a possibilidade de o silêncio das montanhas terem esse efeito em mim e vale sempre a pena estar preparada. Na verdade, adoraria ficar simplesmente num sítio tranquilo com a vista espantosa das montanhas, a brisa e um pouco de música para deixar a escrita fluír. 

 

2.Mp3 e phones

Para estar isolada do mundo, mais vale estar isolada com os phones e as minhas músicas favoritas. São a companhia perfeita para o caderno e caneta. Além disso, já estive a reprogramar a playlist do meu mp3 para levar as músicas mais adequadas ao cenário. Digam-me lá que I See Fire não é uma boa escolha?

 

3. Tablet

Porque nunca se sabe quando vai ser preciso. Levo-o pelos quizzes ( a sério, todas as apps de jogo que tenho são quizzes).

 

4.Livros

Isto claro que não podia faltar! Vou passar lá apenas três noites mas levo dois livros comigo na mala e conto andar com eles para todo o lado. A escolhas de viagem recaíram em Tudo o que ficou para trás de Nora Roberts e Uma Sombra em Florença de Sylvain Reynard, as minhas duas aquisições da Feira do Livro. 

 

Acho que a minha sanidade vai sobreviver. Espero gostar mais desta escapadinha ao Norte mais do que quero admitir. Quando voltar conto tudo! Até lá, hasta la vista baby

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:06



Lisboeta de 19 anos a aventurar-se em Erasmus. Blogger, leitora e pseudo-escritora nos tempos livres. Entusiasta e sonhadora.


+ sobre mim

→ seguir perfil



Life Abroad



Mensagens

Design Portefolio


Facebook Page



feed