Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ashraf

por sacha hart, em 27.01.15

Apaixonei-me. O seu nome é Ashraf. Tem três anos, é sírio e refugiado. 

Mal vi a fotografia deste menino, caiu-me o coração. Fiquei rendida ao sorriso amoroso, ao olhar inocente, à alegria de criança que não faz adivinhar as atrocidades pelas quais a sua família teve de passar. Foi mais do que ficar comovida.  Emocionada. Senti-me ligada àquela pequena criança e desejei por tudo poder ajudá-la, levá-la para um sitio mais seguro e confortável, dar-lhe o futuro que não encontrará no campo de refugiados no Líbano. 

Depois lembrei-me de que como Ashraf  existem milhões. Crianças indefesas e inocentes do mal que os homens têm feito. Não são milhares. Milhões. Aproximadamente 41% dos refugiados mundiais são crianças. Este número assusta-me tanto quanto me revolta. Crianças que não têm um lar. Algumas nem sequer têm família. Aqueles que têm, lidam com a possibilidade de nunca mais poderem regressar para o seu país. Que futuro está reservado a estas crianças? Não deveriam ser elas o futuro do nosso mundo? Como poderá isso alguma vez ser quando nem um passado ou um digno presente lhes proporcionam? Estas crianças são completamente inocentes de quaisquer dos conflitos que as forçaram a fugir para manterem a vida. 

A impotência de nada poder fazer para ajudar tem-me causado dores de cabeça. Sonhei com Ashraf. Curiosamente, ele nasceu no mesmo dia em que o conflito na Síria começou. Tenho pensado nele todos os dias desde que o "vi" pela primeira vez. Desejo, por tudo, que a vida desta criança reserve mais do que as estatísticas antecipam.  Sei que as minhas palavras agora de nada servem, mas não penso esquecer-me do seu rosto bonito. Um rosto que serve para representar o de muitas outras crianças, e também adultos, na sua situação. Um dia, quando puder,  farei aquilo que estiver ao meu alcance para tentar marcar a diferença. 

 

 Todos os direitos reservados a UNHCR 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:31


8 comentários

Imagem de perfil

De • Smartie a 27.01.2015 às 19:16

Concordo plenamente com as tuas palavras. E o pequeno Ashraf é completamente amoroso :)
Imagem de perfil

De twilight_pr a 27.01.2015 às 19:28

Adorei as tuas palavras e concordo com elas. Ele é mesmo um menino super fofo!
Imagem de perfil

De Ynis a 27.01.2015 às 19:45

Ele é um menino delicioso que nos prende só com um olhar e com aquele sorriso maravilhoso. É engraçado como as crianças são puras ao ponto de serem felizes com tão pouco.
Infelizmente, situações assim são repetitivas. Existem cada vez mais refugiados e o numero de mortos também tem vindo a aumentar. E é uma pena que não se possa fazer mais para mudar tudo e instalar-se um clima de paz.
Imagem de perfil

De sacha hart a 27.01.2015 às 21:34

A tendência é para que estes números continuem a aumentar e assim será, certamente, pois os conflitos tornam-se cada vez mais e maiores. A paz é impossível, mas é a olhar para crianças como o pequeno Ashraf que às vezes tenho esperança que no futuro o mundo se una para dar melhores oportunidades aos refugiados.
Imagem de perfil

De filipa. a 28.01.2015 às 14:34

bem esse sorriso toca em qualquer coração. (a)
e sem dúvida que o tema que aqui descreves, dava pano para mangas...e por mais evolução que o mundo possa ter, acho que pessoas refugiadas vão existir sempre. tanta tecnologia e investimento nessa mesma tecnologia, e esquecem-se do que realmente importa, as pessoas.
beijinho.
Imagem de perfil

De Mag a 29.01.2015 às 01:51

Adorei. Sempre que leio/oiço as notícias sobre a guerra sinto-me cada vez mais impotente, tal como tu. E o mais revoltante é o facto destes conflitos serem alimentados por interesses políticos: a vida humana devia ser respeitada. Infelizmente, ainda não descobrimos o pequeno segredo de tornar as utopias realidades.
Imagem de perfil

De alphonselopes a 29.01.2015 às 21:11

são realidades muito tristes e infelizes... nem só pelas crianças, mas também por algumas mulheres e homens inocentes nestes conflitos que nem têm direito a descrição pelo tão abomináveis que são.

o sorriso é de facto apaixonante! a ternura de uma criança que nos aquece o coração :)
Imagem de perfil

De sakura-andreia a 29.01.2015 às 22:57

Tão fofo!!
E concordo contigo, é horrível aquilo que está a acontecer e pior ainda é nós estarmos bem e outras pessoas nem terem um sitio fixo.

Comentar post




Lisboeta de 19 anos a aventurar-se em Erasmus. Blogger, leitora e pseudo-escritora nos tempos livres. Entusiasta e sonhadora.


+ sobre mim

→ seguir perfil



Life Abroad



Mensagens

Design Portefolio


Facebook Page



feed